22. GLOSSÁRIO

 

Antissepsia - procedimento que visa o controle de infecção a partir do uso de substâncias microbicidas ou microbiostáticas de uso na pele ou mucosa.

Área contaminada - local destinado a receber os artigos contaminados ou sujos e onde se possa executar os procedimentos de descontaminação prévia (desinfecção prévia), lavagem e secagem do material.

Área limpa - local onde são executados os procedimentos de desinfecção, preparo, acondicionamento, esterilização, armazenamento e distribuição do material.

Artigos - são instrumentos de natureza diversa, dispositivos, materiais, utilizados no tratamento do ou pelo paciente, como próteses, drenos etc., que podem ser veículos de contaminação.

Artigos críticos - são aqueles que penetram através da pele e mucosas, atingindo tecidos subepiteliais.

Artigos semi-críticos - são aqueles que entram em contato com mucosas íntegras e/ou pele não íntegra.

Artigos não críticos - são aqueles que entram em contato apenas com a pele íntegra.

Autoclave a vapor saturado sob pressão - vasos de pressão equipados com acessórios que possuem duas câmaras concêntricas, cilíndricas ou retangulares, separadas por um espaço (camina), no qual é introduzido vapor. São utilizadas para esterilização de material.

Carcinogenicidade - propriedade que a substância tem de provocar alterações responsáveis pela indução do cancer.

Central de esterilização - local destinado à recepção, descontaminação prévia, limpeza, desinfecção, preparo, esterilização, armazenamento e distribuição de materiais.

Classificação de artigos (Spaulding) - Agrupamento do material quanto ao risco potencial de transmissão de infecção para o usuário: artigos críticos, semi-críticos e não críticos.

Descartáveis - artigos idealizados para uso único e NÃO para serem reprocessados e reutilizados.

Descontaminação prévia - procedimento utilizado em artigos contaminados por matéria orgânica (sangue, pus, secreções corpóreas), para destruição de microrganismos patogênicos na forma vegetativa (não esporulada), antes de iniciar o processo de limpeza. Tem por objetivo proteger as pessoas que irão proceder à limpeza desses artigos.

Desinfecção - processo de destruição de microrganismos em forma vegetativa, mediante aplicação de agentes químicos ou físicos.

EPI - equipamento de proteção individual.

Esterilização - procedimento utilizado para destruição de todas as formas de vida microbiana (bactérias vegetativas, fungos, vírus, esporos), mediante aplicação de agentes físicos e/ou químicos.

Esterilizante - produto químico capaz de matar todas as formas microbianas, inclusive esporos. "Estufa" ou forno de Pasteur - câmaras ou caixas elétricas equipadas com acessórios utilizadas na esterilização de materiais, através de temperatura elevada e atmosfera seca.

Indicadores biológicos - suspensões de microrganismos de padrões e concentrações conhecidas, apresentados em fitas ou ampolas, utilizados na monitoramento dos processos de esterilização pelo calor.

Invólucro - embalagem ou qualquer acondicionamento que tem a finalidade de permitir a entrada do agente esterilizante e proteger o produto contra a entrada de microrganismos, poeira e umidade, enquanto o artigo estiver armazenado.

Limpeza - consiste na lavagem, enxágüe e secagem dos artigos, com o objetivo de remover totalmente os detritos e sujidade.

Mutagenicidade - é a propriedade de variação brusca de um ou mais caracteres de uma determinada espécie, que pode se tornar hereditária e caracterizar uma espécie diferente daquela que originou o indivíduo.

Óxido de etileno - gás incolor de alto poder viruscida, bactericida e fungicida, cuja fórmula é C2 H4 O . É miscível em água, acetona, éter, benzeno e na maioria dos solventes orgânicos. É altamente explosivo e facilmente inflamável.

Papel grau cirúrgico - é o papel que apresenta características físicas, químicas e biológicas que permitem a esterilização e a manutenção da esterilidade do produto. É próprio para embalagem de artigos médico-cirúrgicos e odontológicos a serem submetidos ao processo de esterilização.

Toxicidade - propriedade que a substância ou produto tem de ser tóxico ou venenoso.